quinta-feira, 26 de maio de 2011

Pé na Cozinha - Pasta alla Norma


Lembram-se do macarrão com beringela que comentei aqui e que fez o maior sucesso com o marido e o papai?..
Repeti a dose, deu super certo de novo, ou seja, receita de sucesso garantido!

Segue...

Pasta alla Norma - para 4 pessoas

2 beringelas grandes e firmes
azeite extravirgem
1 colher (sopa) de orégano seco
opcional: 1 pimenta vermelha - chilli - seca esmigalhada (eu não coloquei!)
4 dentes de alho descascados e fatiados finamente
1 punhado grande de manjericão fresco, talos picados finamente e folhas inteiras reservadas para o final
1 colher (chá) de um bom vinagre de ervas ou vinho branco seco (eu usei vinho)
2 latas (400g) de tomates vermelhos de boa qualidade picados ou 550ml de purê de tomate (eu usei tomates pelados de lata)
sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto
450g de spaghetti seco
150g de ricota salgada, parmesão ou pecorino ralado (eu usei parmesão)

Cortar as beringelas em quatro partes no sentido do comprimento, retire a parte central das mesmas caso estejam moles e cheias de sementes. Então, corte as beringelas, também no sentido do comprimento, em fatias do tamanho de um dedo. Numa frigideira antiaderente já aquecida, adicione azeite. Frite os pedaços de beringela, acrescentando azeite extra na medida em que a beringela for absorvendo o mesmo, a ideia é deixar os pedaços bem oleosos. Mexa-os de modo a cobrir com azeite cada pedacinho, por todos os lados. Em seguida, polvilhe o orégano - isto fará com que fiquem com um sabor fantástico! Vire os pedaços até que fiquem dourados. O ideal é fazer isto primeiro com metade do total de pedaços e depois com a outra metade.
Devem ficar com este aspecto:


Após fritar tudo, reserve algumas fatias para decorar o prato ao final do preparo. Com o restante das fatias na frigideira, abaixe o fogo e adicione um pouco mais de azeite, o alho fatiado e o manjericão. Se você for utilizar a pimenta, este é o momento de adicioná-la. Após tudo estar cozido uniformemente, adicione um gole de vinagre ou vinho branco e os tomates ou o purê. Cozinhe em fogo brando por 10 a 15 minutos e então prove para ajustar o tempero com sal e pimenta-do-reino. Rasgue metade das folhas de manjericão e misture.


Coloque o spaguetti para cozinhar. Quando estiver al dente, escorra a massa e junte à frigideira com o molho de beringelas, misture bem e corrija novamente o sal e pimenta-do-reino.
Sirva os pratos, decore-os com as fatias de beringela que reservou para isto, salpique as folhas de manjericão restantes e polvilhe o queijo que escolheu!



Buon appetito!

Esta receita foi retirada do livro Jamie Oliver - A Itália de Jamie, página 88.
O livro todo é um espectáculo!..

Bjs,

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Exercitando a paciência...

...e muito!
Não, não estou falando de exercitar a paciência com o marido, não!..
Isso também (rs...), mas não é o foco deste post aqui, mas sim o quanto temos tido que exercitar nossa paciência com o fato de que QUEREMOS MONTAR NOSSA CASA TODA E NÃO DÁ!!!!!

Ela já é bastante habitável e confortável, a nossa cara, todo mundo elogia!..
Mas não temos ainda algumas coisas que estão fazendo muuuuuita falta e acho que vou ser uma pessoa mais feliz quando estiver com elas aqui!.. (ok, acho que estou precisando ir à análise mais vezes por semana!..rs...)

Segue o ranking dos itens que nos faltam em sua ordem de (desespero!) necessidade:

  • Sala de jantar (mesa, cadeiras, buffet e aparador) - atualmente usamos a mesa que ficará na varanda como nossa mesa de jantar!.. kkkkkk....
  • Espelhos dos banheiros - num dos banheiros há um espelho provisório
  • Sofá do home - estamos usando um emprestado do sogro
  • Cama de casal + prateleira - temos cama, claro, é a minha antiga cama, mas precisamos em breve trocá-la
  • Fechamento da varanda -  caro pacas!!
  • Iluminação salas e quartos
  • Espelho de corpo para o corredor
  • Sofá-cama do segundo quarto

É coisa, hein, pessu?..
Será que até 2020 a gente consegue?..

=/


Bjs,

sexta-feira, 20 de maio de 2011

6 meses de casados!


E vai ter comemoração!!!
Êeeeeeeeeeee!!

Amore, te amo infinito!
Você me faz feliz!

 Bjs,

quinta-feira, 12 de maio de 2011

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Pé na Cozinha - Macarroni!!!!


Bem, estou ficando com vergonha já...
Este blog deveria mudar de nome para: Cozinha Maravilha da Sra.!..
Não é de propósito, mas tenho postado muito sobre comidinhas, receitas, jantares e desta vez não vai ser diferente!.. Aliás, vai ser o post top-pé-na-cozinha!

Estou aqui para inaugurar a campanha Pró-Macarrão-Caseiro!!!
Rs...
Não é uma campanha de verdade, mas de verdade sugiro que tentem!
Experimentem!
Depois que fizerem pela primeira vez, vão ficar com dor no coração de pensar em comprar aquelas massas que se dizem frescas, compradas em supermercados (mega-pesadas...)!
Claro que se você usa boas marcas de massa seca, sempre será possível obter um bom resultado, mas ainda as melhores marcas não conseguem atingir a leveza que uma massa feita em casa atinge com a maior facilidade!..

A máquina de macarrão da foto acima não é um equipamento imprescindível, mas ajuda bastante.
Ela é responsável por abrir a massa e cortá-la em formas e tamanhos variáveis.
Quem não a tem, pode abrir a massa no rolo de macarrão e depois cortar com uma faca ou cortador de pizza, no formato que quiserem: talharim, papardele, folhas para lasanha...
A máquina que tenho corta talharim e cabelinho de anjo.
Existem outros cortadores vendidos à parte que você pode ir adquirindo para ter outras opções de corte.
Ela não é cara  - veja aqui uma pesquisa de preço.
Ganhei de presente de casamento da tia Ci, que sabia que eu queria uma!
A minha é da marca Marcato, italiana.

Bem, vamos ao que interessa, ou seja, a massa!

Para preparar massa em casa, escolha bons ingredientes.
De preferência ovos caipiras/orgânicos e farinha de boa qualidade.

Regra básica: para 100g de farinha, 1 ovo.
Dependendo do tamanho do ovo, será preciso acrescentar mais ou menos farinha, aos poucos você vai percebendo!
Só isso!
Se quiser, pode colocar uma pitadinha de sal, mas não exagere. Eu nunca coloco, mas sei que há livro de receita que recomendam.
Um bom cálculo é 100g de farinha por pessoa. Ao juntar com o ovo, isso renderá mais peso.
Acho uma boa medida para quando o macarrão for servido com algum acompanhamento. Caso seja um prato único, sugiro 150g por pessoa.

Passo-a-passo:

Retire os ovos da geladeira e deixe que atinjam temperatura ambiente.
Numa tigela grande, coloque a farinha e abra um buraco no centro, como se fosse um vulcãozinho.
Nesse buraco, despeje os ovos.
[Dica: antes de acrescentar os ovos à farinha, após quebrar, coloque cada ovo em recipiente separado para ver se está ok, caso esteja estragado, você não o terá misturado com o restante dos ovos bons e a farinha!]
Vá misturando com as mãos.
Sove por uns 5 minutos para ativar o glúten e dar elasticidade à massa.
A massa estará no ponto quando for possível fazer uma bolota com ela, sem que grude nas mãos.
Coloque-a num recepiente, cubra com pano de prato e leve à geladeira por 30 minutos.

Depois desse tempo, amasse a bolota de modo que fique com o formato de um rocambole.
Corte em partes iguais, formando discos de massa com espessura de mais ou menos 1,5 cm.
Enfarinhe esses discos e reserve.


Cada disco deverá ser aberto, ou na máquina ou com o rolo, até que fique com espessura de massa fina de pizza. No caso da máquina, até chegar no número 7.
Após isso, você terá esse resultado:


Faça o mesmo com todos os discos.
Nesse dia, fiz talharim.
Caso opte por fazer lasanha, quanto mais fina puder deixar a massa, melhor. Na máquina, eu chegaria até o número 8 ou 9.
Para talharim, spaghetti, cabelo de anjo, papardele, acho que a espessura de massa fina de pizza é o suficiente (número 7 na máquina).
No caso da lasanha, o trabalho se encerraria aqui, somente sendo necessário cortar a massa de acordo com o formato da assadeira ou pirex, cozinhar e montar a lasanha normalmente.
No caso das massas cortadas, seguimos adiante!


Cada uma dessas folhas deverá passar pelo cortador no formato escolhido e após o corte, os fios deverão ser dispostos em varais.
Eu tenho o acessório para isto, que se chama TacaPasta (pesquisa de preço aqui também!).
A massa deverá ficar nesse acessório até a hora de ser cozida. Pode ser logo após cortá-la ou ainda, dias depois. Quanto mais tempo ficar no varalzinho, mais a massa seca e com isto, mais tempo levará para cozinhar.


A massa fresca, ainda molinha, que acabou de ser cortada cozinha extremamente rápido, é preciso ficar de olho para deixá-la al dente.
Se você quiser guardar a massa que fez ou que sobrou (sem que tenha sido cozida), será preciso que a deixe secar arejando e guardá-la somente quando estiver completamente seca, fácil de quebrar.


Contando assim, parece trabalhoso, e, de fato, um pouco é, quando comparado ao processo de cozinhar um macarrão comprado pronto!..
Mas é algo que, como tudo, quanto mais você fizer, mais prática vai tendo e menos tempo levará!..
Fora que ficará muito orgulhosa de poder dizer: esta massa foi feita por mim, do início ao fim!..
Todo mundo elogia, pois, realmente, é impossível ficar indiferente a uma massa caseira!
Tentem e me contem!

Como diria a Ana Eliza, do bacanérrimo blog La Cucinetta, sou uma perfeita Nonna em treinamento!
rs...

Bjs,

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A minha florzinha faz anos!!


Hoje a estrelinha mais brilhante da minha vida completa 4 aninhos de existência!..
Foram 4 anos em que fomos mais felizes, tivemos mais motivos para sorrir, para celebrar!..
4 anos de muitas e boas surpresas, de inúmeras cenas inesquecíveis!..
Há 4 anos eu me tornava a titia mais babona, mais apaixonada e mais feliz do mundo, ao receber, como sobrinha e afilhada, a florzinha que alegra e colore os meus e os dias de muita gente...
Isa, minha princesa... Você é o bem mais precioso que Deus já nos concedeu!..
A sua chegada me fez sentir, ainda mais, o quanto os laços de família são eternos desde sempre e para sempre!
Saúde e alegrias infinitas são o que eu te desejo para toda a vida!..
AMO MUITO, MUITO, MUITO VOCÊ!!!
Conte SEMPRE comigo!

Bjs da sua Titi!

*um dia vc vai ler isto!
=)

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Minha hortinha

Afinal de contas, uma "fazedora de comida" que se preze tem que contar com um mínimo de ervas frescas para deixar suas comidinhas ainda mais perfumadas e saborosas!..

Olhem as minhas fofurinhas!

Para começar (e ver como eu me saía com os cuidados de jardinagem!.. rs...), escolhi orégano, manjericão, hortelã e tomilho. São as ervas que eu mais gosto!
O orégano utilizei em molho de tomate para macarrão, assim como o manjericão.
Este último também já deu o ar de sua graça em peixinhos preparados em papelotes no forno, junto com alho, cebola e outros temperos.
O tomilho caiu muito bem num macarrão ao alho e óleo que fiz que ganhou perfume e sabor especiais com a presença de suas mínimas, mas que não passam desapercebidas, folhinhas!
O único que ainda não ataquei foi o hortelã! Que, aliás, foi o alvo de uma mini-taturaninha-super-verde que peguei no flagra querendo acabar com as minhas ervinhas!.. A danada já tinha enchido a pança de hortelã e estava migrando para o orégano!.. =/
Pois é!.. É preciso estar sempre de olho!
Além de avaliar se as condições onde as ervas vão morar (luz, calor...) estão de acordo, é preciso observar a cada dia a necessidade de regá-las ou não.
Fico sempre muito impressionada com a capacidade dessas mini plantinhas de fazerem uso da água a seu favor! Às vezes, após uma tarde muito quente, apesar de ficarem na sombra, eu as encontro murchinhas, murchinhas....
Basta uma regadinha (sem afogá-las!) que em meia hora as bonitinhas estão alegres e esbeltas novamente!.. Umas fofas!..
Qualquer dia vou fotografar um antes e depois para mostrar aqui!.. Impressionante!

Estou super apegadas a elas!..
Fico até com dó de arrancá-las, pode?..
rs...

Bjs,

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Pé na Cozinha - Bolo Fofíssimo de Chocolate

Impressionante como esse mundo dá voltas e as coisas se invertem!..
Se antigamente (e, claro, até hoje!) era eu quem pedia para minha mãe preparar determinados pratos que ela faz e eu adoro (torta de espinafre, batatinhas com alho, rigatoni recheado com ricota e atum ao molho branco, couve-flor gratinada.... xiiiii.... são vários!!), hoje em dia, é ela quem tem me feito pedidos!.. Que fofa!..
A última dela foi simplesmente se viciar, se apaixonar, se deliciar num bolo de chocolate que aprendi com o meu super livro Panelinha!!!

A receita:

BOLO FOFÍSSIMO DE CHOCOLATE
4 ovos
1 xíc. chá de açúcar (usei demerara)
1 xíc. chá de chocolate em pó
1 xíc. chá de óleo (usei 3/4 e deu super certo!)
1 xíc. chá de água
2 xíc. chá de farinha de trigo
1 colher sopa de fermento
Pré-aqueça o forna a 180 graus. Unte e polvilhe com farinha de trigo uma fôrma redonda com furo no meio (tipo de pudim)
Na batederia, coloque o açúcar e o chocolate em pó, tendo peneirado antes. Junte os ovos e o óleo. Na velocidade baixa (para o chocolate não subir), bata os ingredientes, até que estejam bem misturados. Aumente a velocidade e bata por mais alguns minutos.
Enquanto isso, peneire a farinha (isso dará leveza ao bolo). Abaixe a velocidade novamente e, aos poucos, vá adicionando a água e a farinha, alternadamente, batendo apenas para misturar. Por último, adicione o fermento.
Transfira a massa para a fôrma untada e leve ao forno preaquecido para assar por 30 minutos ou até que o palito saia limpo ao ser espetado no bolo.
Retire do forno e deixe esfriar por 15 minutos e desenforme sobre um prato.
Sirva com ou sem calda.

A calda que fiz foi tirada do mesmo livro:

100g de chocolate meio amargo (usei ao leite)
1/2 xíc. chá de água
50g de manteiga
2 colheres sopa de mel (eu não tinha, não coloquei)
Quando tirar o bolo do forno, coloque todos os ingredientes numa panelinha. Leve ao fogo médio, quando começar a borbulhar, abaixe. Sem para de mexer, cozinhe por 10 minutos. Vai ser o tempo de desenformar o bolo. Deixe a calda esfriar por 5 minutos e regue sobre o bolo.

E, abaixo, seguem fotos dessa doçurinha que a fiz num dia a pedido da mamis!..





Mamãe merece!

De fato, ele é delicioso!
Fofo, não muito doce e já me arrisquei a inventar: rechear com chantilly feito em casa, cobrir com brigadeiro!.. Experiências aprovadíssimas!
A família curtiu tanto o dito cujo (fiz no aniversário do papai, comentei aqui!), que fui incumbida pela sister de fazer o bolo de aniversário da minha sobrinha-afilhada-queridinha... Isadora!..
Ela fará 4 aninhos dia 06/05!
Para essa ocasião, vou cobrir com brigadeiro e polvilhar com granulado colorido!..
Super festivo!

Vale super testar!

Bjs,